ESPETÁCULOS

22OUT

DAMAS DA NOITE, UMA FARSA

DE ELMANO SANCHO

LOUP SOLITAIRE - PORTUGAL

CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

21 HORAS · M16 · 5€

TEATRO

TERMINADO

Elmano Sancho evoca a conflituosa reviravolta de expectativas em torno do seu nascimento para levantar o véu de Damas da Noite: os pais esperavam uma menina, de nome já destinado, Cléopâtre, mas nasceu um menino. O encenador pretende assim dar vida a esse outro desejado de si mesmo, como se este fosse uma espécie de duplo e existisse numa realidade paralela que Damas da Noite encena. Para erguer essa figura ficcionada chamada Cléopâtre, Elmano Sancho imergiu no mundo fascinante e provocador do transformismo. Os artistas transformistas “vestem a pele de um outro, tentam ser um outro”.

 

Damas da Noite explora a presença ou ausência de fronteiras entre realidade e ficção, ator e personagem, homem e mulher, teatro e performance, tragédia e comédia, original e cópia, interior e exterior, dia e noite. Nesse jogo de relações, aposta-se a identidade como matéria fluida, “rimbaudiana”, revelando o outro que somos, o estrangeiro que albergamos.

 

espaço cénico/set design Samantha Silva

desenho de luz/lighting design Alexandre Coelho

assistência de encenação/assistance direction Paulo Lage

produção executiva/executive production Nuno Pratas

interpretação/cast Elmano Sancho, Dennis Correia aka Lexa Black, Pedro Simões aka Filha da Mãe.

co-produção/co-produced by Casa das Artes de Famalicão, Culturproject, Loup Solitaire, Teatro Nacional D. Maria II, TNSJ.

 

23OUT

CÁRCERE, UM SOLO DE VINÍCIUS PIEDADE

VINÍCIUS PIEDADE - BRASIL

CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

21 HORAS · M12 · 5€

TEATRO

Cárcere apresenta uma semana na vida de um pianista que estando no cárcere (PRIVADO DA LIBERDADE E DE SEU PIANO) será refém numa rebelião iminente. Ele vive em ritmo de contagem regressiva e suas expectativas, impressões, lembranças, reflexões e sensações são expressadas por ele num diário que inicia numa segunda-feira e termina quando estoura a rebelião, um domingo.

 

As diferentes dinâmicas da proposta dramatúrgica acabam se completando, caracterizando assim a proposta estética do espetáculo, nessa reflexão sobre a liberdade nossa de cada dia. Não se busca explicá-la e sim provocar uma reflexão sobre o que ela é para cada um. Através de uma linguagem acessível por ser visceral, a peça CÁRCERE traz a cena diferentes camadas de profundidade que visam proporcionar ao público um mergulho em diferentes perspectivas de ser e estar preso. Ou livre.

Direção, Iluminação e atuação: Vinicius Piedade

Texto: Saulo Ribeiro e Vinicius Piedade

Trilha Sonora Original: Manuel Lima

Figurino: Ana Maria Piedade

Operação de som e luz: Marcio Baptista

Design: Gustavo Binda

Fotos: Valmir de Lara

Produção: Junior Cecon

TERMINADO

23OUT

GOING BACK

MADEIRA

TERRAÇO - CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

22 HORAS · GRATUITO *

MÚSICA

Este projeto surge em 2021 na Ponta do Sol. 5 amigos músicos ( ngelo Santos no piano, Márcio Silva na guitarra, Paulo Silva na viola baixo, Bruno Sousa na bateria e Adelino Santana na voz), decidem fazer uma espécie de homenagem às grandes canções Pop que existiram desde os anos 60 até à atualidade. Going back, ou seja, uma viagem pelo passado musical, que a nosso entender, deve ser sempre preservado e revivido, principalmente por quem se identifica emocionalmente com estes temas eternos. O concerto de dia 23 de outubro no Festival Avesso será um momento de reviver aquelas melodias que nos tocam, um concerto mais intimista, algo diferente e de qualidade.

TERMINADO

24OUT

CAPUCHINHO

TEATROPLAGE - PORTUGAL

CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

11 HORAS · 0-3 ANOS · 2€/3€   15 HORAS · 0-3 ANOS · 2€/3€

TEATRO

“Mamã, avó, floresta, bolo.” A palavra dita, narrada a partir de um livro que se abre, sugere o poder transformador do cenário em imaginário. “Cuidado, lobo, perigoso.” A narradora-mãe adverte o desconhecido. E a Capuchinho-bailarina, em seu singular percurso, dança ao luar com o lobo mentiroso, na floresta que também é a casa da avó de boca tão grande que afinal era o lobo, que não era assim tão mau mas que tinha fome. O caçador ouve o grito e não mata, mas salva. A moral é apaziguadora.

 

Uma peça montada a partir de inesperados contrastes que servem para iluminar cada um dos seus elementos, personagens animadas, de carne e osso, e inanimadas, os objectos do cenário. A expressão corporal e a dança revelam o perfil da sonoridade da sílaba e da música. Quem consegue ficar indiferente ao maravilhoso Dueto de Gatos e à Exaltação dos Animais?

 

“A imagem, o movimento, o som e a palavra eximiamente sincronizados, num auto em que era uma vez uma história encantada, dramática e vivamente encantadora.” Jini Afonso

 

Encenação Paulo Lage | Coreografia Elsa Madeira | Interpretação Márcia Branco, Duarte Melo e Sofia Loureiro | Cenário de Ana Paula Rocha |Figurinos de Mónica Cunha | Confecção de Figurinos Mestra Olga Amorim | Preparação Vocal Silvia Filipe | Arranjos Musicais Carlos Garcia e Elmano Coelho | Desenho de Luz Pedro Nabais | Desenho de Som Frederico Pereira | Adereços Xana Capela | Desenho de maquilhagem Guilherme Gamito | Produção THEKINGROAD - Duarte Nuno Vasconcelos | Co-produção Casa das Artes de Famalicão | Espectáculo tem o apoio à criação Direção-Geral das Artes/ Parceiro Institucional República Portuguesa.

TERMINADO

24OUT

SQUID

GESTALT THEATRE - CANADÁ

TERRAÇO - CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

17 HORAS · M3 · GRATUITO *

TEATRO

A história de um rapaz e o modo como decidiu enfrentar os seus medos. Venha e conquiste os seus medos! Quaisquer que sejam, o "super palhaço" promete ajudá-lo a superá-los. Afinal, ele mesmo conquistou o seu maior medo. E levará o público numa viagem interativa onde conta a história de quando era jovem, e como enfrentou o seu pior medo "o Bullying". Uma performance imaginada a partir do "mundo e linguagem" do palhaço.

 

Mário é actor, clown e psicoterapeuta gestalt. Fundou o Gestalt theatre no Canada, um projecto focado em apoiar a autodescoberta por meio da terapia do palhaço, e das ferramentas de teatro! Vive em Toronto desde 2005, onde trabalha como psicoterapeuta e oferece workshops em terapias experênciais expressivas. Como Gestaltista e clown, Mario esta interessado em usar as artes performativas para facilitar a personificacao de todos os aspectos da personalidade com o apoio do nariz vermelho. Para mais informacao visite: www.mariolourencotherapy.com

Criação e interpretação: Mário Lourenço | Encenação de Allan Turner | Produção Gestalt Theatre productions (Toronto, Canadá)

TERMINADO

24OUT

MATRIARCADO AMÉRICA:

A MÁQUINA DOS SONHOS

VIVIANE DIAS - FRANÇA/BRASIL

CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

19 HORAS · M14 · 5€

CINEMA

Uma Sociedade de Mulheres Eróticas em Menopausa, que com a ajuda de um espírito chamado “Jesusa”, rouba uma máquina de sonhos e começa a interferir na realidade da América Latina.

 

A peça digital MATRIARCADO-AMÉRICA é o desdobramento da investigação de mais de 15 anos da Estelar de Teatro, que busca uma voz feminina não só nos temas, mas também num continente em ebulição e sedento de novas imagens. Com exibição online em dois episódios, a montagem traz à cena questões éticas e estéticas fundamentais do Brasil da pandemia. A primeira parte A Sociedade das Eróticas em Menopausa teve estreia dia 7 de agosto, e a segunda A Máquina dos Sonhos chegou à internet no dia 9 de setembro, ambas no Canal de Youtube da Estelar de Teatro.

 

No Festival Avesso 2021, teremos a presença da crítica de teatro internacional Viviane Dias e a oportunidade de visualizar o seu mais recente trabalho. Será exibido o segundo episódio da peça digital Matriarco América - A Máquina dos Sonhos.

 

Em a Máquina dos Sonhos, a linguagem muda, em diálogo com os sonhos, que vão sendo instaurados, e as bordas entre ficção e realidade são mais sutis. Na busca de uma cena antropofágica, com muita presença da música original, há uma aliança entre as mulheres mortas e as vivas para que possam encarnar numa América Latina mais potente.

 

MATRIARCADO-AMÉRICA apresenta uma Organização de Mulheres Eróticas em Menopausa, que com a ajuda de uma Máquina de Sonhos e um espírito de mulher chamado “Jesusa”,  reencarnado mais de 30 vezes na América Latina e sempre morto por feminicídio, escreve uma nova Bíblia Antropofágica instaurando novas realidades poéticas, éticas e mágicas no continente.

 

MATRIARCADO-AMÉRICA Com Estelar de Teatro. Texto – Viviane Dias. Direção – Ismar Rachmann e Viviane Dias. Edição – Vic Von Poser e Taurina Filmes. Elenco – Anderson Negreiro, Viviane Dias, Clarissa Debretchinsky, Gabriel Moreira, Natália Lorda, Lucia Soledad Spívak e Rico Marcondes. Participação Especial – Beth Belli e Olga Lucia. Trilha Sonora (composições originais e performances musicais) – Gabriel Moreira e Rico Marcondes. Assessoria de Imprensa – Nossa Senhora da Pauta.

TERMINADO

29, 30 E 31OUT

VIRADOS DO AVESSO [ REVISTA À PORTUGUESA ]

SONHOS EM CENA & TEATRO DO AVESSO - PORTUGAL/MADEIRA

CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

* sessão extra dia 30

16 HORAS* / 20 HORAS · M14 · 5€

TEATRO

VIRADOS DO AVESSO é a revista à portuguesa que marca uma nova parceria entre Associação Avesso e Sonhos em Cena. Desta vez, em co-produção, juntam-se atores continentais e insulares e trazemos à Ponta do Sol a maior vedeta do teatro de revista - FLORBELA QUEIROZ.

 

Florbela Queiroz, Raquel Caneca, Sara Inês e Ricardo Miguel são os atores que chegam do Continente a que se juntam Filipe Gonçalves, Idalina Brito e Marta Garcês num espetáculo onde a crítica local e nacional serão um dos principais motes. Uma visita à Sex-Shop, um momento de homenagem à Ponta do Sol, uma paródia ao Festival da Canção ou uma popular alentejana serão alguns dos momentos que desfilarão pelo palco do John dos Passos na Ponta do Sol. Ao luxo do guarda roupa e às atrativas projeções, juntam-se músicas orelhudas que marcam a estreia desta nova produção que promete encher a Ponta do Sol de gargalhadas.

Produção: Sonhos em Cena e Associação Avesso | Produção Executiva: João Baptista, Ricardo Miguel, Maurícia Gabriel | Direção Técnica: Luís Melim | Operação de som e luz: Maciel Ferreira / António Freitas | Imagem: Roberto Ramos | Interpretação: Florbela Queiroz, Raquel Caneca, Sara Inês, Ricardo Miguel, Filipe Gonçalves, Idalina Brito e Marta Garcês | Música: Carlos Dionísio | Textos: Flávio Gil, Renato  Pino, Carlos Mendonça e Francisco Nicholson

TERMINADO

NO DIA 31 OUTUBRO 2021, DURANTE ESTE ESPETÁCULO HAVERÁ ESPAÇO INFANTIL COM BABYSITTER ONDE PODE DEIXAR A SUA CRIANÇA ENQUANTO ASSISTE AO EVENTO. EXCLUSIVO APENAS PARA ESTE DIA. MAIS INFORMAÇÕES: 963 355 528.

30OUT

TRÊS BAIRROS

PORTUGAL

TERRAÇO - CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

22 HORAS · GRATUITO *

MÚSICA

Em 2015, Guilherme Madeira, João Correia e Ricardo Gama juntam-se para formar algo que trouxesse o melhor da musicalidade que há em cada um, combinando vários géneros e formas de abordar a música. Cada um traz na alma uma história... Misturam o fado e as guitarradas, unindo o calor das searas, desde a lezíria à frescura da serra. Um Alentejano de Mértola e um Saloio de Sintra tinham acabado de se juntar a um Ribatejano, em Santarém, a sua cidade natal, tendo a música e a paixão pelo Fado como denominador comum.

 

Bruno Ribeiro (substituiu Guilherme Madeira em 2021) Voz, João Correia Guitarra Clássica, Ricardo Gama Guitarra Portuguesa

Juntos são os Três Bairros. As influências daquele que é património imaterial da humanidade, manifesta-se tanto na escolha do nome, ao trazerem o tema de Casimiro Ramos para batizar o grupo, como na sonoridade, para onde cada um trouxe o melhor da sua musicalidade, combinando vários géneros e formas de abordar a música. Como conjunto, não procuraram traçar uma linha orientadora, agarrando-se a um género específico, deixaram-se levar pelas várias contribuições e por onde a composição, a três, lhes permitia viajar.

TERMINADO

31OUT

DOCE DE ABÓBORA

CENAS DO AVESSO - MADEIRA

TERRAÇO - CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

18 HORAS · M3 · GRATUITO *

TEATRO

Esta é a história de uma princesa chamada Pumpy, que foi raptada na noite de Halloween, por três esqueletos malvados, com o propósito de ser transformada em doce de abóbora, a mando da malvada bruxa Major. Será que o príncipe conseguirá resgatar a princesa e evitar o feitiço da bruxa? Happy Halloween!

 

Trabalho a ser desenvolvido na Oficina de  Teatro - Cenas do Avesso no mês de Outubro

 

Produção: Associação Avesso |Texto e encenação: João Pedro Ramos | Interpretação: Alexandre Marques,  Ana Ferreira, Beatriz Teixeira, Carolina Marques, Eva Freitas, Francisca Rocha, Gonçalo Raposo,  Helena Cerdas, Lia Lemos, Luís Pedro Teixeira, Luísa Rodrigues, Mafalda Abreu, Margarida Marques, Margarida Sousa, Maria Raposo, Mariana Freitas, Mariana Gonçalves,  Matilde Rodrigues, Sabrina Andrade,  Sofia Ferreira,  Vera Silva, Vera Sutil e Xavier Andrade.

TERMINADO

5NOV

CAMINHOS DE PAN

TEATRO ESTÚDIO FONTENOVA - PORTUGAL

CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

21 HORAS · M12 · 5€

TEATRO

5 A.C. aprox., uma família da Nazaré com um bebé foge de Belém para o Egipto. 1212 D.C., milhares de crianças cristãs Europeias tentam cruzar a Europa e África para conquistar a Terra Sagrada aos Muçulmanos. 1939 D.C. milhares de crianças, na sua maioria Judias, são transportadas da Alemanha, Áustria, Checoslováquia, Polónia para países como França, Bélgica ou Reino Unido. 2017 D.C. aprox. um milhão de crianças procuram asilo na União Europeia.

 

Fugir, procurar, cruzar, transportar, refugiar em procura de algo melhor, a sua Terra do Nunca. Nesta performance, com o espírito de Yule, ou Natal, bebemos da(s) história(s) de fuga, a partir de ―A Cruzada das Crianças, de Marcel Schwob, como fio condutor.

 

Ao longo da História têm existido várias destas “cruzadas”, para esta performance, citamos algumas.  O transporte de crianças durante a II Guerra Mundial ( Kindertransport , que transportou crianças da Alemanha Nazi para sítios seguros na Europa, e a Operação Flautista de Hamelin, que protegeu crianças das bombas na Grã-Bretanha). A “Cruzadas das Crianças”, de Birmingham (Alabama), cidade conhecida pelas suas práticas discriminatórias, onde em 1963, um grupo de crianças protestou pacificamente por direitos iguais. A fuga de crianças da Palestina para os diversos campos de refugiados (não apenas pela Faixa de Gaza, mas também Jordânia, Cisjordânia, Síria, Líbano). Os inúmeros refugiados que chegam à União Europeia, das mais diversas partes do mundo, reflectimos o caso singular da Suécia e do “Síndrome de Resignação”, onde crianças, sentido a sua permanência no país de acolhimento ameaçada, entram em estado catatónico semelhante a um coma.  E, finalmente, a situação de migrantes de muitos países da América Central e do Sul para os E.U.A., onde o registo de separação de famílias têm aumentado, e muitas são as crianças que tentam a sorte sozinhas.  Além do levantamento histórico, e referência a líderes políticos, citamos “Hino a Pã”, de Aleister Crowley, e “A Cruzada das Crianças”, de Bertold Brecht.

Criação Rosa Dias e Patrícia Paixão |Interpretação: Ricardo Guerreiro Campos e Patrícia Paixão | Composição Musical Flauta: Inês Monteiro Pires | Design, Vídeo e Operação Técnica: Leonardo Silva / Tomás Anjos Barão | Fotografias: Helena Tomás | Produção: Graziela Dias

TERMINADO

6NOV

PEDRO BOND: UM NOVO ESPIÃO

PEDRO ARAÚJO SANTOS - MADEIRA

CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

21 HORAS · M12 · 5€

TEATRO

O ALERTA FOI LANÇADO! O próximo, mais fantástico filme de espionagem e ação de Hollywood será filmado em Portugal… mais propriamente na Ilha da Madeira!!! Quando um jovem ator entra na sala de audição, com vista a conseguir o papel que o levará ao estrelato… mas em vez disso, é enfrentado com a ideia de representar todas as personagens deste filme, uma a uma…em cenários caóticos… sem nada ou ninguém para o ajudar… tudo pode acontecer!! O diretor de casting (entidade que conduz a audição) apercebe-se da ambição do jovem e, devido à sua natureza, pretende-se divertir um “bocadinho” com o mesmo! O resultado: cerca de 30 personagens e um ator só, perseguições perigosas de carros, uma batalha fatal no Casino da Madeira, confrontos entre heróis e vilões num dos autocarros da companhia Horários do Funchal… e muito mais! Pedro Bond: Um Novo Espião promete uma hora de entretenimento puro, onde a plateia é convidada a ingressar numa missão de alta espionagem excitante, repleta de adrenalina e apaparicada com todos os estereótipos e clichês dos franchise dos filmes de espionagem! Ah, e com uma pitada da nossa Ilha da Madeira, pelo meio, como é óbvio! Como terminará esta caótica missão? Venham ver e logo saberão.

Texto e Produção - Pedro Araújo Santos / Encenação - Laura Aguilar / Elenco - Guilherme de Mendonça e Pedro Araújo Santos / Sonoplastia - Mariça da Silva Luz - Zacarias Gomes / Design Gráfico - ROBERTO RAMOS / Fotografia - Miguel Ponte Animação - Henrique Brazão / Vídeo Promocional -  ngelo Sousa / Apoio à Produção - Eva Marques

TERMINADO

6NOV

BRADO

MADEIRA

TERRAÇO - CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

22 HORAS · GRATUITO *

MÚSICA

Com o objetivo de ter um nome que tivesse alguma referência ao concelho de origem da banda, a Ponta do Sol, Brado surge do nome de um jornal existente há muitos anos na Ponta do Sol “Brado d’Oeste”.

 

Os Brado tem como elementos fixos, a Oriana Sousa (vocalista), o Paulo Silva (Baixo), o Márcio Silva (Guitarra), o Maciel Ferreira (teclados), Bruno Sousa (bateria).

 

Os Brado, como o próprio nome indica, pretendem, exclamar, gritar, algumas mensagens através de uma versatilidade de músicas de várias décadas. Com uma base principal no Funk, os Brado, tem como objetivo, preservando a sua essência, dar uma roupagem diferente do que estamos habituados numa banda normal de covers.

 

Com uma música rítmica e dançante através da mistura de soul, jazz e rhythm and blues. O funk pretende tirar a ênfase da melodia e da harmonia e traz um groove rítmico forte de baixo elétrico e bateria no fundo. Como grande parte da música de inspiração africana, o funk normalmente consiste em um groove complexo com instrumentos rítmicos tocando grooves interligados.

 

TERMINADO

7NOV

ALMA PONTASSOLENSE

NATÁLIA BONITO - MADEIRA

TERRAÇO - CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

17 HORAS · GRATUITO *

POESIA

Ser PONTASSOLENSE... Proclamar o espírito da vivência em cada dia que passa! Ser grande na ínfima grandeza de uma terra sem paralelo! Erguer no horizonte um nome digno de louvor, um nome com contornos heroicos, um nome pleno de existência... Porque a poesia toca cada molécula da existência pontassolense, poetizar cada recanto do concelho é sinónimo de vontade! Afinal, não há alegria maior que cantar, por estrofes, o fulgor e a força de uma terra idilicamente povoada por gente estóica.

TERMINADO

Produção: Associação Avesso e JPRamos Produções | interpretação: JP Ramos | Design: Roberto Ramos | Técnica: Luís Melim | Produção executiva: Maurícia Gabriel e João Pedro Ramos

7NOV

BASTA QUE SIM 2 [ STAND UP COMEDY ]

JOÃO PEDRO RAMOS [JPRAMOS] - MADEIRA

TERRAÇO - CENTRO CULTURAL JOHN DOS PASSOS

 

22 HORAS · GRATUITO *

TEATRO

JPRamos volta aos palcos com a sua comédia mirabolante.

Numa parceria com a Avesso, o espetáculo "Basta que sim" aborda temas muito interessantes, tais como: "aquilo", "cenas" e "coiso". Ficaste curioso com esta sinopse sem sentido? Ótimo! Anda ver o espectáculo! Desloca-te até ao Centro Cultural John dos Passos, no dia 7 de Novembro, para ficares a perceber menos do que até então. Cumprimentos e uma frigideira de lapas.

 

OBRIGATÓRIO RESERVA

*

TERMINADO

© 2021  Associação Avesso

 All Rights Reserved.